Review: ScourgeBringer (Versão Beta)



ScourgeBringer é um roguelike desenvolvido pela Flying Oak Games e e-Studio e publicado pela Dear Villagers para PC, Xbox One, PlayStation4 e Switch, eu tive a oportunidade de jogá-lo no PC, para trazer uma review do que esperar do jogo.

No game controlamos uma personagem chamada Kyhra, que já no início do jogo vemos sua incrível aparência, e conseguimos perceber já nesse momento que ela possui uma personalidade forte, é determinada, e com grandes poderes.

Entramos então, num mundo pós-apocalíptico onde uma força misteriosa causou a devastação da humanidade.

No inicio da nossa aventura, aprendemos os controladores do jogo, e a mecânica do jogo lembra bastante Dead Cells e Celeste. Kyhra empunha de uma espada e futuramente irá possuir uma arma, ela consegue escalar paredes, e dar golpes rápidos para derrotar os inimigos, utilizando dash attack. Devemos derrotar os sub-chefes no decorrer do mapa, pois precisamos liberar a nossa passagem para continuar.

Os responsáveis pelo desenvolvimento do jogo tiveram o cuidado de preencher todo o cenário com gráficos lindos, com cores agradáveis, além da trilha sonora que está muito boa, os sons também foram muito bem trabalhados, por exemplo quando um texto é escrito na tela o som de “tecladas” é emitido, quando usamos dash, ataques.

Um dos dos pontos que mais me prendeu, foram os combates, pois conseguimos utilizar os ataques e magias e “inventar” combos durante o game, usando dashs, etc. Além de sermos acompanhados por uma espécie de drone durante a história.

Um ponto interessante é que quando morremos, os itens são perdidos e o game recria as arenas, no caso, não há como decorar os movimentos a serem feitos.

ScourgeBringer é sem dúvidas um dos melhores roguelikes com jogabilidade frenética, me lembrou muito de Katana Zero, onde a música está rolando solta junto com a pancadaria.

O jogo está em fase beta, e em breve estará disponível a versão completa, não deixe de conferir esse game incrível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *