Análise: Seek Hearts

Desenvolvido pela Exe-Create e publicado pela Kemco, conhecida por seus jogos JRPG, e também pelo game Top Gear, trazem uma história nova em Seek Hearts, com gráficos em 16bits, e aquele estilo retrô que nós amamos.

Here We Go!

Siga o seu coração!

Iniciamos a nossa história com o personagem Izen, um garoto que decidiu buscar respostas sobre a sua existência, por que ele foi criado, e por quem. O que Izen não esperava, era que uma sombra que persegue o jovem rapaz vem se aproximando dele e de sua equipe, para impedi-los de seguir o caminho.

Durante a sua jornada, você enfrentará uma série de tarefas, recrutará companheiros de equipe e enfrentará inimigos em um vasto mapa do mundo. Os diálogos são muito importantes, pois quando você progride na história, está constantemente se perguntando por que seu personagem é diferente dos outros e qual é o jogo das “Grandes Fadas”, e isso só é resolvido através do progresso do jogo.

Aventura pixelada

Como um bom JRPG, o game traz a experiência em pixel 16bits, com uma palheta de cores sem muito charme, e com gráficos simples, mas que deixam a história muito legal com os gráficos remetendo ao que conhecemos do RPG de Ragnarok, Fire Emblem, e outros jogos por turnos.

Com músicas constantemente tocando, no estilo que conhecemos dos jogos em bits, alternando entre músicas mais animadas/tensas para batalhas, mais calmas em diálogos, e assim por diante.

Nos tornamos fortes!

O game nos proporciona boas horas de jogo, com várias missões secundárias, que são imprescindíveis para nos tornarmos cada vez mais fortes. As armas, poderes e habilidades melhoram a cada batalha, e ao subirmos de level vamos ficando muito mais fortes, derrotando os inimigos com muito mais facilidade.

Como podemos alternar entre os membros da nossa equipe, isso vai ficando mais interessantes, pois cada personagem desenvolve seus pontos fortes, mas também temos o ponto fraco, por isso devemos pensar bem antes de atacar um inimigo.

Conclusão

Mais de 20 horas de jogo, muitas batalhas, conversas, músicas, inimigos, e muito mais, Seek Hearts não é muito diferente do que os outros jogos da Kemcom nos proporcionam, porém com uma história diferente.

Durante a jogatina, tive algumas dificuldades com os controles, personagens travando, devido a reciclagem de cenários para a criação do jogo, mas nada que seja tão ruim assim.

Para quem gosta do estilo, embarque nessa história junto com Izen e seus amigos, para descobrir o motivo dele ser diferente dos outros personagens.

A chave nos foi gentilmente cedida pela Kemco, para análise do jogo no Nintendo Switch, lembrando que a experiência no modo portátil fica muito mais legal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *